sexta-feira, 4 de maio de 2018

O livro e o leitor (VIII)

                Um leitor por dia - celebrar os momentos íntimos da leitura!
"Ao longo do tempo, a nossa memória vai formando uma biblioteca díspar, feita de livros, ou de páginas, cuja leitura foi uma felicidade para nós e gostaríamos de partilhar. (…) Que outros se gabem dos livros que lhes foi dado escrever; eu gabo-me daqueles que me foi dado ler, disse eu uma vez. Não sei se sou um bom escritor.Penso ser um excelente leitor ou, em todo o caso, um sensível e agradecido leitor. Desejo que esta biblioteca seja tão diversa como a não saciada curiosidade que me induziu, e continua a induzir-me, à exploração de tantas linguagens e de tantas literaturas. É com eles, com os textos que percorreremos as galerias e os palácios da memória, como escreveu Santo Agostinho".

Jorge Luís Borges. (2016). Biblioteca Pessoal. Lisboa: Quetzal.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Faça o seu comentário