quarta-feira, 1 de maio de 2019

um de maio


No dia do Trabalhador:

Aqui estão as mãos.
São os mais belos sinais da terra.
Os anjos nascem aqui:
frescos, matinais, quase de orvalho,
de coração alegre e povoado.
Ponho nelas a minha boca,
respiro o sangue, o seu rumor branco,
aqueço-as por dentro, abandonadas
nas minhas, as pequenas mãos do mundo.
Alguns pensam que são as mãos de deus
— eu sei que são as mãos de um homem,
trémulas barcaças onde a água,
a tristeza e as quatro estações
penetram, indiferentemente.
Não lhes toquem: são amor e bondade.
Mais ainda: cheiram a madressilva.
São o primeiro homem, a primeira mulher.
E amanhece.
Eugénio de Andrade, "Coração Habitado", in Poesia / Eugénio de Andrade ; pref. José Tolentino Mendonça. - 1ª ed. - Portp : Assírio & Alvim, 2017. - 671 p. - ISBN 978-972-37-1945-1
Imagem - Leonardo da Vinci, Estudo de mãos, 1474
(No Dia do Trabalhador, as mãos são ainda um dos mais belos símbolos que ainda permitem trazer a dignidade do trabalho, como forma de construir o quotidiano, de o compor de beleza.)

Maio


" (...) no mês de Maio que é o mês da liberdade
no mês de Maio que é o mês dos namorados".

Manuel Alegre, "Nós voltaremos sempre em Maio "
Imagem, in http://takaclip.tumblr.com/

segunda-feira, 29 de abril de 2019



CLUBE DE FRANCÊS 


É na nossa biblioteca que tem funcionado o Clube de Francês. Este  pretende promover o contacto com a língua e cultura francesas de forma lúdica, de modo a  motivar os alunos para o desenvolvimento de algumas das competências, atitudes e valores previstos no Perfil dos Alunos à saída da escolaridade obrigatória





quinta-feira, 25 de abril de 2019

Abril


Celebra-se o vinte e cinco
de Abril de setenta e quatro,
pois Abril é revolução
no ar, sim, como no chão,
onde alguém desenha a giz
a silhueta futura (...)

Abril é também promessa

de tesouros no Estio,
que está longe  (ainda é frio).
águas mil por certo vêm,
mas outros dias já trazem
uma luz azul também.

E este Abril é ainda

o mês em que os livros voam
da minha mão para a rua,
da tua p'rá minha mão,
e das mãos voam p'rós olhos
e dos olhos para a mente
e daí p'ró coração.
João Pedro Mésseder, "Abril", in O Livro dos Meses 
Imagem, Flor de Primavera, Jettie Rosenboon


CARTAZES DE ABRIL


Porque a nossa história também se faz pela descrição gráfica representada  em  cartazes políticos  .....



quarta-feira, 10 de abril de 2019

Memória de Sophia (I)


Gosto de uivar ao vento com os mastros
E de me abrir na brisa com as velas,
E há momentos que são quase esquecimento
Numa doçura imensa de regresso.
A minha pátria é onde o vento passa,
A minha amada é onde os roseirais dão flor,
O meu desejo é o rastro que ficou das aves,
E nunca acordo deste sonho e nunca durmo.”

Sophia, “Pirata”
Coral / Sophia de Mello Breyner Andresen ; pref. Manuel Gusmão. – 1ª ed. – Porto : Assírio & Alvim, 2013. – 113, [6] p. ; 21 cm. – (Obras de Sophia de Mello Breyner Andresen). – ISBN 978-972-37-1702-0
Imagem: Copyright – Augenlicht

sexta-feira, 5 de abril de 2019




DIA DO AGRUPAMENTO


Porque hoje é o Dia do Agrupamento, a biblioteca dinamizou 

jogos online sobre a vida e obra das  suas patronas.